Projetos

A importância do conhecimento ecológico local para a sustentabilidade dos sistemas agroecológicos

Os saberes tradicionais compõem um conjunto de informações, modos de fazer, criar e saber, que são passados de geração em geração, representando o trabalho das comunidades e fazendo parte da sua cultura, das suas práticas e dos seus costumes. A inclusão do conhecimento das populações é assim essencial na adoção de estratégias e ações para a conservação e uso sustentável dos recursos naturais endógenos, procurando novas relações sociedade-natureza que visem dar respostas efetivas aos desafios da agenda 2030 nomeadamente, a promoção de uma agricultura e consumo sustentáveis.

O presente estudo tem como objetivo principal mapear as interações das comunidades locais em torno dos recursos endógenos com potencial de valorização na Região Centro (Beira Baixa) (e.g. feijão frade, marmelo, ginja), com o foco nos conhecimentos ecológicos locais. O trabalho de investigação passa por procurar recolher-se informação relativa ao uso e costumes assim como analisar o conhecimento ecológico local associados a estes recursos.

Através de uma partilha entre o conhecimento técnico-científico e tradicional, pretende-contribuir na valorização dos recursos naturais endógenos, das suas variedades e do seu território enquanto sistemas agroecológicos sustentáveis.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa política de cookies.